Secretario

Secretaria de aquicultura e pesca inicia trabalhos no ministério da Agricultura

Parceria com as prefeituras para o fomento da aquicultura. Essa é uma das prioridades da nova gestão à frente da Secretaria de Aquicultura e Pesca agora vinculada ao ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Nesta terça-feira (2) em Brasília, Jorge Seif Júnior foi empossado no cargo pela ministra Tereza Cristina. O novo secretário é empresário do setor pesqueiro em Santa Catarina e garante que combaterá o excesso de burocracia do setor.

Em entrevista exclusiva para a Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas Hidroelétricas e Alagados (AMUSUH), o Secretário confirma a missão de estabelecer parcerias com os prefeitos (as) para desenvolver a produção de pescados em tanques-rede nos lagos das usinas.

“Quero falar para todos os prefeitos, secretários e assessores para que contem conosco aqui em Brasília. Não estou falando isso num palanque político. Estou falando isso de todo o coração. Vamos usar a expertise dos produtores para ampliar a oferta de pescados, trabalho e riqueza para o nosso povo.  Assim o Brasil vai entrar na rota de grande produtividade em todo o territorial nacional. Contem comigo”, garantiu o Secretário.

Ainda de acordo com o novo responsável pela secretaria de Aquicultura e Pesca do Mapa, é preciso explorar todos potenciais.  “A aquicultura e pesca voltou para o ministério da onde nunca deveriam ter saído. Agora temos uma base forte para fortalecer a peca e aquicultura em todo o Brasil. Para que nosso povo possa consumir mais pescados. São tantas águas que nós temos, rios e represas de usinas, tantas possibilidades nos 8500 quilômetros de costa.  Temos que potencializar não só a captura, mas muito mais ainda o cultivo de pescados, de crustáceos, carnicicultura (camarões em cativeiro), malococultura (moluscos). Temos muito a crescer”, afirmou o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior.

A AMUSUH trabalha em todas as frentes para gerar riquezas municipais para além da geração de energia. As reuniões, audiências públicas e encontros técnicos organizados pela Associação sempre visaram fomentar a produção de pescados em tanques-rede nos municípios sedes de usinas e alagados. A AMUSUH inicia o ano de 2019 preparando uma extensa maratona de audiências com os novos gestores e ministros. O objetivo é desenvolver e valorizar os potenciais e qualidades de cada município com o apoio do Poder Executivo representado pela secretária de Aquicultura e Pesca.