Mattos- Novas alternativas

Mattos – “Alternativas de renda são necessárias”

O primeiro fórum regional deste ano organizado pela Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas e Alagados (AMUSUH) tratou dos desafios dos entes federados deste setor responsável por mais de 60% da energia elétrica do país. Na palestra do auditor fiscal e professor universitário Arthur Mattos foram debatidas as burocracias e entraves das regras e compensações financeiras. O especialista destacou a importância de se fortalecer as ferramentas de arrecadação e de fomentar novas formas de geração de renda.

“Tem que pensar em diversas alternativas de receita. Não existe município rico, existe município melhor posicionado financeiramente. O principal investimento de uma prefeitura deve ser na sua máquina de arrecadação. É preciso fazer tudo para garantir a chegada de recursos e não depender apenas de recursos de transferências, embora eles sejam fundamentais como a CFRUH ou o ICMS. Mas é preciso buscar alternativas”, afirmou Mattos.

Este fórum em Cascavel foi organizado pela AMUSUH em parceria com a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP), com o Consórcio PróCaxias e com apoio do Conselhos dos Municípios Lindeiros ao lago de Itaipu.

A AMUSUH realizará em todo o Brasil fóruns de debates para intensificar o trabalho em prol dos 727 municípios sedes de usinas hidroelétricas e alagados. A próxima reunião será em Uberlândia, Minas Gerais, no dia 24 de maio.Estes fóruns são realizados com apoio de entidades municipalistas dos estados e das regiões.

Patrocínio - Itaipu Binacional
Patrocínio – Itaipu Binacional