rraf0018

AMUSUH vai fomentar parcerias entre municípios e o MAPA

Gerar renda por meio da produção de pescados em tanques-rede nos lagos das usinas, desenvolver o cooperativismo e diversos outros projetos são objetivos da AMUSUH (Associação dos Municípios Sedes de Usinas Hidroelétricas e Alagados) junto ao MAPA(Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento). Foi estabelecida na quarta-feira (9) em Brasília parceria para viabilizar iniciativas nos municípios onde estão instaladas usinas e naqueles banhados pelos lagos das represas. A Associação em conjunto com MAPA visa o desenvolvimento municipal com sustentabilidade ambiental e social.

O presidente da AMUSUH e prefeito de Salto do Jacuí (RS), Altenir Rodrigues da Silva, destacou o Acordo de Cooperação Técnica firmado com o então Ministério da Pesca e Aquicultura. “O acordo é de 2015 e desde então viemos trabalhando em parceria com a atual Secretaria de Aquicultura e Pesca. Precisamos de alternativas para gerar emprego e renda nos nossos municípios. Infelizmente no Rio Grande do Sul, por exemplo, não existe nenhuma barragem produzindo peixe. Isso precisa mudar”, afirmou Altenir.

“A Associação propôs aos Ministérios do Meio Ambiente e Agricultura parcerias com os programas que podem ser desenvolvidos nos municípios, em ações conjuntas entre os ministérios a entidade e os municípios do segmento. É preciso viabilizar projetos pilotos para aproveitamento dos lagos nas mais diversas áreas econômicas gerando assim, mais do que a eletricidade”, garantiu a secretária-executiva da AMUSUH, Terezinha Sperandio.

Representando a secretaria Executiva do MAPA, Ricardo Cavalcante, ofereceu apoio técnico de todos os setores. “É só apresentarem propostas concretas que iremos levar às instâncias responsáveis. Criar peixes nos tanques, cooperativismo e outras ações”, assegurou Cavalcante.

O prefeito do município de Abdon Batista (SC), Lucimar Salmória, quer contar com o ministério para o fomento de projetos nas águas que banham o município. “Vamos lograr êxito contando com a missão institucional do Ministério. Precisamos tirar a ociosidade dos lagos e os tornando pró-ativos no desenvolvimento dos nossos municípios”, disse Salmória.

Para a prefeita eleita de Vargem (SC), Milena Becher, o crescimento do município está associado ao aproveitamento dos lagos das barragens. “Nosso município é pequeno, agrícola, e depende muito da geração de oportunidades nos lagos das barragens. Precisamos contar com o apoio do Ministério”, disse Becher.

Comentários:0

Deixe uma resposta