abertur_cab

Mais de 4 mil pessoas participam da abertura do 11º Encontro Cultivando Água Boa

Encontro CULTIVANDO ÁGUA BOA – O futuro no presente.

A abertura do 11º Encontro Cultivando Água Boa, que neste ano tem o tema “O Futuro no Presente”, reuniu mais de 4 mil pessoas, em Foz do Iguaçu-PR, entre agricultores familiares, pescadores, indígenas, técnicos agrícolas, representantes de cooperativas e governos municipais, além de integrantes das comunidades atendidas pelos 20 programas que fazem parte do CAB. A Metodologia do Cultivando Água Boa será replicada em países latinos e houve a assinatura de dois acordos bilaterais com a Guatemala e a República Dominicana no evento.

Os acordos de cooperação preveem o compartilhamento da metodologia do programa Cultivando Água Boa (CAB), que vem reduzindo passivos sociais e ambientais em 29 municípios do Oeste do Paraná, com ações de ampla participação comunitária. Ambos os países devem dar início à implantação de seus programas já no começo do próximo ano. Chile, Uruguai, Panamá, Colômbia e Espanha também manifestaram interesse na metodologia e, juntamente com esses dois países mais o Brasil e o Paraguai, registraram junto à Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) a proposta da criação de um amplo programa de cooperação, que deverá ser concretizado em 2014.

Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, esse interesse pelo Cultivando Água Boa demonstra que o modelo de gestão compartilhada no cuidado com o meio ambiente desenvolvimento pela Itaipu está no caminho certo. “Se olharmos pelo retrovisor, vamos ver o quanto avançamos, bacia por bacia, sempre com a participação de todos os setores. O Oeste do Paraná dá uma lição de como abastecer a população de alimentos respeitando o meio ambiente”.

Há na Bacia Hidrográfica do Paraná 3, um conjunto de ações que está alinhado com as atitudes e práticas de que a humanidade precisa para ser sustentável, tais como o combate ao desmatamento e à redução da biodiversidade, a destinação correta do lixo, a produção de alimentos saudáveis, a promoção da mobilidade urbana e das fontes renováveis de energia, todos temas que fazem parte dos programas da Itaipu”, afirmou o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da binacional, Nelton Friedrich.

Implantado há 10, o CAB já promoveu ações em 197 microbacias da região Oeste do Paraná, totalizando, por exemplo, a colocação de mais de 1.300 km de cercas para a proteção de matas ciliares; a readequação de mais de 700 km de estradas rurais; e a readequação de mais de 20 mil hectares de solos. As ações de Educação Ambiental já sensibilizaram mais de 240 mil pessoas da região.

O evento contou com a participação do teólogo Leonardo Boff, um dos expoentes mundiais das questões de sustentabilidade, Lala Deheinzelin, especialista em economia criativa e desenvolvimento sustentável , Cândido Grzyboswski, do comitê organizador do Fórum Social Mundial, e do economista Ladislau Dowbor, especialista em desenvolvimento sustentável e autoridades de 21 países.

O Encontro acontece até a próxima sexta-feira, dia 22 de novembro.

Eventos Paralelos:

Encontro Ibero-Americano de Desenvolvimento Sustentável – EIMA10

Reunião Interministerial Ibero-Americana de Sustentabilidade – SEGIB

Fórum Nacional dos Municípios-Sede de Usinas Hidroelétricas e Alagados – Comemoração dos 20 Anos da AMUSUH

Encontro com Países Africanos de Língua Portuguesa – PALP

XXIX Encontro Paranaense de Apicultura

VII Seminário de Meliponicultura e XXVI Mostra de Equipamentos e Materiais Apícolas