amusuh

Mais de 20 países participam da reunião Iberomaericana de sustentabilidade em Foz do Iguaçu

Com o tema “O Futuro no Presente”, o Encontro Cultivando Água Boa deverá reunir cerca de 4 mil pessoas, entre agricultores familiares, pescadores, indígenas, técnicos agrícolas, representantes de cooperativas e governos municipais, além de integrantes das comunidades atendidas pelos 20 programas que fazem parte do CAB. Um dos objetivos principais é discutir os resultados alcançados nessas iniciativas e planejar as ações para o próximo ano. Participarão do encontro representantes de mais de 20 países.

“O tema é ‘O Futuro no Presente’ porque já temos, aqui na Bacia Hidrográfica do Paraná 3, um conjunto de ações que está alinhado com as atitudes e práticas de que a humanidade precisa para ser sustentável, tais como o combate ao desmatamento e à redução da biodiversidade, a destinação correta do lixo, a produção de alimentos saudáveis, a promoção da mobilidade urbana e das fontes renováveis de energia, todos temas que fazem parte dos programas da Itaipu”, afirmou o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da binacional, Nelton Friedrich.

Implantado há 10, o CAB já promoveu ações em 197 microbacias da região Oeste do Paraná, totalizando, por exemplo, a colocação de mais de 1.300 km de reuniao_1cercas para a proteção de matas ciliares; a readequação de mais de 700 km de estradas rurais; e a readequação de mais de 20 mil hectares de solos. As ações de Educação Ambiental já sensibilizaram mais de 240 mil pessoas da região.

O evento contará com a participação do teólogo Leonardo Boff, um dos expoentes mundiais das questões de sustentabilidade, Lala Deheinzelin, especialista em economia criativa e desenvolvimento sustentável , Cândido Grzyboswski, do comitê organizador do Fórum Social Mundial, e do economista Ladislau Dowbor, especialista em desenvolvimento sustentável.

Regina Tchelly, idealizadora do programa Favela Orgânica, que ensina a obter melhor proveito dos alimentos e advoga a alimentação saudável, também marcará presença, com oficinas de gastronomia para merendeiras e para integrantes de comunidades de baixa renda.