Emprego na indústria cresce 1,5% em janeiro

A alta de 1,5% da ocupação na indústria em janeiro na comparação com dezembro do ano passado foi um dos destaques da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cujo resultado geral mostrou elevação do desemprego no Brasil no período, de 4,6% para 5,4%. A alta do emprego na área manufatureira – a única entre os setores pesquisados ao lado da categoria “outros serviços”, cujas vagas registraram ampliação de 0,8% – é um dado relevante, pois pode indicar que a atividade econômica começa a se recuperar.

“A indústria é sempre o primeiro setor a responder às inflexões da economia, seja para cima ou para baixo, e nos dá uma sinalização importante de retomada”, aponta Fábio Romão, analista da LCA Consultores. Segundo ele, as contratações em alta na indústria – já indicadas na semana passada com a divulgação dos dados de janeiro do Caged – são reflexo de um quarto trimestre em 2012 e o primeiro de 2013 melhores que os nove primeiros meses do ano passado.

“Os demais setores respondem com certa defasagem, e é possível que comecem a reagir bem em breve”, prevê Romão. Construção foi um dos setores pesquisados pelo IBGE com o pior desempenho no primeiro mês do ano, com queda de 5,2% da ocupação sobre dezembro. Considerando o mesmo período de comparação, o desemprego mensal no comércio avançou 2,1%; em serviços prestados a empresas houve redução de 0,5% do emprego; enquanto os grupos educação, saúde e administração pública perderam 2,1% das vagas; e serviços domésticos, 5,9%.

*Fonte: Valor Econômico – 27/02/2013