Aeronautas anunciam paralisação para hoje

Aéreas oferecem reajuste menor que inflação para salários acima de R$ 852

Diante do impasse nas negociações salariais, aeronautas (tripulantes) e aeroviários (pessoal de terra) convocaram uma paralisação para hoje. Os detalhes serão definidos em assembleias que serão realizadas às 13h em sete estados. O movimento só será suspenso se as companhias aéreas apresentarem nova proposta até lá, uma possibilidade remota.

Ontem, trabalhadores e representantes das empresas estiveram reunidos no Rio para uma última tentativa de acordo, mas não chegaram a um consenso. Os aeronautas pedem reajuste de 11,4% e os aeroviários, 10%. As empresas ofereceram aumentos de 1,5% (para quem ganha acima de R$ 5 mil) a 6% (até R$ 852,1).

O INPC, índice de inflação que serve de base para as negociações, está em 5,95% no acumulado dos últimos 12 meses. Em 2011, o reajuste foi de 6,5%, para uma inflação de 6,16%, o que representou ganho real de 0,3%, nas contas do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

As assembleias dos aeronautas serão em São Paulo, Rio, Belém e Brasília. As dos aeroviários serão em São Paulo, Rio, Brasília, Salvador, Fortaleza e Curitiba. Independentemente do que for decidido, estão programadas manifestações às 16h em cinco aeroportos, entre eles Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

– A insatisfação é grande. É a oferta salarial das empresas, as demissões da Webjet, a situação dos aposentados do Aerus (fundo de pensão dos ex-funcionários da Varig)… – disse Graziella Baggio, do sindicato dos aeronautas.

As empresas alegam que tiveram prejuízo em 2012 e que os custos aumentaram. O combustível, por exemplo, já subiu 16,74% este ano.

*Fonte: O Globo – 13/12/2012